FANDOM


Hormonização, também chamada de hormonioterapia, é uma modificação na corporalidade que pode ser reversível, irreversível ou até parcialmente reversível, dependendo do caso. Hormonização pode ser feita tanto por pessoas cis quanto trans, porém daremos foco às pessoas trans. Os hormônios devem ser sempre administrados com cuidado e dentro das recomendações del profissional de Medicina, porque podem ser nocivos ao organismo se forem mal administrados. É crucial estar sob a supervisão de ume endocrinologista. A hormonização também pode alterar o estado psicológico (pode causar depressão), assim como outras drogas. É essencial um controle muito rígido na utilização dos medicamentos.

Existem vários tipos de hormonização, cada qual para uma faixa etária.

A hormonização é totalmente reversível até os primeiros quatro meses e a partir desse período, pode se tornar irreversível. Os efeitos da mudança física podem ser sentidos nos primeiros dois anos e finaliza em cinco anos, quando as mudanças físicas se completam. A utilização dos hormônios é para a vida toda.

Os melhores hormônios são os injetáveis, pois geram menos efeitos colaterais. Entretanto, os hormônios injetáveis via intramuscular geram muito desequilíbrio no balanço sérico, então acredita-se que a melhor utilização seja um tipo de hormônio injetável associado a um hormônio oral diário ou em gel, evitando mudanças hormonais drásticas.

Hormonização para mulheres trans e não-bináries DH

É a aplicação por via oral ou injetável de hormônios e o consumo de anti-andrógeno. O anti-andrógeno tem a função de interromper a produção de testosterona. 

Após certo tempo de hormonização, as pessoas podem ficar inférteis. 

Alterações que os hormônios causam:

  • Perda de massa muscular e acúmulo de gordura nos locais onde geralmente é mais encontrada no corpo ovariado, como por exemplo, os quadris.
  • O tamanho do pênis, testículos e próstata podem ser ligeiramente reduzidos.
  • Algumas mulheres trans não conseguirão mais ter ereções e orgasmos ou terão dificuldade em consegui-los.
  • As glândulas mamárias começarão a se desenvolver e os seios podem ficar sensíveis e irregulares e, muitas vezes um aumento de tamanho que alcança diferentes níveis dependendo do organismo.
  • O crescimento de pêlos faciais e corporais podem tornar-se mais fracos ou, em raros casos, findar.
  • Calvície pode ser reduzida ou interrompida, mas não é necessariamente invertida.
  • A pele ganha outra textura, e muitas vezes torna-se mais sensível.
  • A produção de suor é amenizada.

Riscos da hormonização:

  • A libido pode diminuir ou desaparecer por um certo período.
  • Maiores chances de ocorrer trombose.
  • Maiores chances de ocorrer trombose venosa profunda (TVP).
  • Maiores chances de ocorrer embolia pulmonar (bloqueio de um vaso sanguíneo nos pulmões).
  • Maiores chances de ocorrer alteração da função hepática.
  • Maiores chances de ocorrer Acidente Vascular Cerebral (AVC).
  • Maiores chances de ocorrer Infarto Agudo do Miocárdio e eventos cardiovasculares.
  • Aumento de peso.
  • A queda da testosterona no corpo causará alterações de humor, geralmente as mulheres transexuais ficam mais deprimidas.

Hormonização para homens trans e não-bináries DM

É a aplicação por via oral ou injetável de testosterona a fim de aumentar a quantidade desse hormônio no corpo. Para homens trans e trans não-bináries AFAB. 

Importante: é possível engravidar mesmo se estiver tomando testosterona. 

Alterações permanentes (mesmo se parar de tomar testosterona):

  • Tom de voz grave.
  • Aumento no crescimento de pêlos. Pêlos mais grossos nos braços, nas pernas, no peito, nas costas e no abdômen.
  • Crescimento gradual de pêlo facial.
  • Queda de cabelo no topo da cabeça e nas têmporas, com a possibilidade de ficar careca (OBS: isso depende muito da genética).
  • Modificações nos genitais podem ser permanentes ou não (aumento do clítoris e ressecamento vaginal).

Alterações que podem reverter se parar de tomar testosterona:

  • Acne (OBS: muitas pessoas desenvolvem acne, mas não é sempre que acontece).
  • Redistribuição de gordura (menos gordura nas nádegas, nas coxas e nos quadris; mais gordura no abdômen).
  • Aumento de massa muscular e fortalecimento da parte superior do corpo.
  • Aumento na libido.
  • Menstruação cessa normalmente de 1 a 6 meses após o começo da hormonização com testosterona (OBS: pode haver alguns sangramentos vaginais).

Perda de gordura pode causar uma pequena diminuição nas mamas.

Riscos da hormonização:

  • Maiores chances de ocorrer Policitemia (excesso de produção de células vermelhas do sangue).
  • Pode aumentar a agressividade.
  • Maiores chances de ocorrer hipertensão.
  • Pode aumentar o colesterol.
  • Diminuição da sensibilidade à insulina.
  • Maiores chances de ocorrer trombose.
  • Maiores chances de ocorrer Infarto Agudo do Miocárdio e eventos cardiovasculares.

Links externos

Leia também

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória